27 de agosto de 2017

SP Fashion Week tem início hoje com 33 marcas nas passarelas

Por: Izabela Morais 

(Faixada SPFW 2017/Divulgação)

 

A maior semana de moda do Brasil, o São Paulo Fashion Week (SPFWN44),tem início oficialmente hoje, em São Paulo, com desfiles que acontecem até o dia 31 de agosto, ocupando a Fundação Bienal, no parque Ibirapuera. Com cerca de 33 marcas em seu line-up, a edição N44 conta com uma configuração bem diferente das outras edições, concentrando mais desfiles em menos dias, sendo em média oito apresentações por dia.

Uma das novidades deste ano é que, além do prédio da Bienal, os desfiles também acontecem em outras localidades espalhadas pela cidade de São Paulo. Quem abriu a temporada na manha de ontem no Teatro Municipal foi a grife À La Garçonne, marca de Fabio Souza e do estilista Alexandre Herchcovitch, com um desfile que mostrou toda a sua irreverência na construção de uma coleção focada cada vez mais no olhar para outros ângulos, e a imagem da moda através de um universo próprio.

Programação de hoje

 

Hoje quem dá o start oficial é a marca ‘Iódice’. Completando 30 anos de estrada, o estilista Valdemar Iódice reviverá os principais momentos de sua trajetória à frente da grife e, como tema principal, explorará o ‘Tropical Art’ – mostrando quem é a mulher Iódice, misturando sensualidade com elegância.

Como contraponto ao cenário do país, o evento chega com a temática da “Celebração da alma brasileira”, mostrando nossas riquezas, e destacando que mesmo em momento adverso há a capacidade de criar e empreender. “Sempre acreditamos na força coletiva do nosso talento criativo. Em tempos complexos, mais do que nunca é a criatividade que aponta caminhos e possibilidades, e todo nosso trabalho é no sentido de manter essa força viva”, diz Paulo Borges, diretor e idealizador do evento há 21 anos.

A 44ª edição vem cheia de estreias e novidades

 

A 44ª edição do São Paulo Fashion Week vem cheia de estreias e novidades. Um dos destaques é a participação da estilista Vanessa Moe, com trabalhos repletos de riquezas visuais e preocupação com as formas de produção. Radicada na Austrália, Vanessa apresentará sua coleção Circles, com peças inteiramente feitas à mão, criadas a partir de uma pesquisa com tribos aborí-genes da Oceania.

Em mais uma edição, o projeto Top5, que funciona como um acelerador de pequenos negócios, levará cinco marcas de diferentes lugares do país a realizarem um desfile coletivo durante o evento. Esta iniciativa é uma parceria do Instituto Nacional de Moda e Design (IN-MOD) com o Sebrae Nacional, onde os escolhidos receberão consultorias e acompanhamento em gestão empresarial durante 12 meses. Para Heloisa Menezes, diretora técnica do Sebrae e parceira da ação,“oTop5 tem como principal objetivo transformar essas empresas em cases de inspiração regionais e nacionais e utilizá-las como modelo de sucesso, motivando outros empreendedores a replicarem processos semelhantes para a indústria da moda”, afirma a diretora.

Ausências e retornos

 

Apesar das novidades, a ausência de nomes de peso, como Ellus, Amapô e Lolitta ainda é sentida no line-up. Por outro lado, a volta de marcas como Helô Rocha e Coven, pode ser comemorada ,além dos desfiles da Osklen, João Pimenta, LAB, Animale, Ronaldo Fraga e Reserva, que já são tradicionais no evento. A semana de Moda de São Paulo termina com o #TodaBelezaPodeSer, desfile-apresentação da coleção colaborativa pela Natura, com curadoria do consultor Jackson Araújo e do estilista Apolinário, da marca CemFreio.