04 de outubro de 2017

Chocker se inspira em décadas de 20, 50 e 80 em nova coleção

Por: Amanda Silva 

(Chocker – Minas Trend – Inverno 2018 / Foto : Ze Takahashi / FOTOSITE)

Para o Inverno 2018, o marca de moda feminina Chocker une o universo retrô dos papéis de carta da artista japonesa Mira Fujita, -nome que fez muito sucesso nos anos 80 com seu estilo lírico de pintura, onde retratava Pierrots, Arlequins e Colombinas lúdicos e melancólicos-, a cidade de Veneza, além da indumentária circense da Commédia dell’Arte e no movimento New Romantics.

As inspirações ganham vida na estamparia artística, nos bordados manuais e digitais e nas modelagens e detalhes por toda a coleção, que tem mood esportivo oversized e no mix e match de referências retrô, tudo pensado de forma luxuosa.

A Chocker brinca com tecidos fluidos e estruturados na cartela têxtil. São eles: crepe silk, transparências, veludos, tules, rendas, jersey plissado,organzas, alfaiatria estruturada, couros tecnológicos, fur fantasy, moletom e  l​ã​.

Sombria e luminosa, a cartela de cores opta por trabalhar com off white, preto, grafite, azul acinzentado, rose,  nude, salmão, carne, pink, amarelo, bege e azul intenso. Cenas de Pierrots, Colombinas e Arlequins de Mira Fujita se transformam em estampas localizadas e ilustradas manualmente, além do Skyline de Veneza, grafismos abstratos, felinos e astros celestes.

O tecido básico ganha beneficiamento para se transformar em uma base única e especial. Os plissados são a textura ícone da marca e não podem faltar. Há também vazados no corte à laser, bordados eletrônicos  e mix de tecidos.

A feminilidade é ovacionada na estação com a opção de shapes lânguidos, evocando o estilo retrô, característica da marca, acenando sempre para o feminino e o delicado. As formas da coleção explora ícones do vestuário das décadas de 20, 50 e 80 remixados ao sportswear tão em voga. Os destaques ficam para saias midis evasê volumosas, alfaiataria oversized que acena para os anos 1980, o couro com aspecto romântico, camisaria dramática, vestidos lânguidos no estilo lingerie, mangas bufantes, cal​ças pantalonas -pantacourt e jogging-, macacões, macaquinhos, parkas, casaquetos, vestidos longos e midis vaporosos.

Entre os destaques, os bordados eletrônicos de aplicação com aspecto retrô, patchwork com misturas de tecidos estruturados com fluidos, broches com flores de tecidos e couro, bordados hand made com aplicação de plumas naturais e galões de tricôs com grafia em jacquard completam o casting de peças.

Como hit a Chocker aposta nos moletons, saias e camisaria construída de forma luxuosa.  Para encerrar, a coleção conta com bolsas em couro e tecidos, além de mules e sliders personalidados.