15 de maio de 2018

Quebre o óbvio com a assimetria nas peças sociais

Por: Verônica Portugal

 

As camisas de alfaiataria, blazers e calças retas são um clássico tanto no guarda roupa feminino quanto no masculino. Mas, para quem está sempre tendo que se vestir de maneira social, em ambientes de trabalho, principalmente, essas peças podem ser consideradas “um saco”. De fato, em muitas profissões, como advocacia, por exemplo, o dress code é bem rigoroso, e muitas mulheres ficam sem opção para variar o look.

Porém, atualmente muitas peças de alfaiataria tem ganhado novas roupagens. Cortes assimétricos, brincadeiras com o contraste entre o preto e o branco, babados… opções para modernizar a peça social são sempre muito exploradas nas passarelas, onde tudo é permitido. Exemplo disso é o blazer de um lado só da grife de Jean Paul Gaultier e a calça social em dois tecidos diferentes, da marca Monse, além do blazer bicolor da grife Jacquemus.

 

Mas será que dá para aplicar isso no dia a dia? Sabendo encontrar equilíbrio na produção, é possível sim. As peças em tecido de alfaiataria e cores sóbrias como branco, cinza e preto, podem sim trazer um elemento de estilo na modelagem e no corte, sem perder sua característica de ser uma roupa social. Os cortes assimétricos quebram a obviedade e a cara “certinha” da peça na medida certa.

 

 

Peças com ombros de fora dão um leve toque de descontração e sensualidade sem perder o foco da peça social. Babados, dobras, plissados e laços deixam a peça menos básica, ideais para ambientes com o código de vestimenta menos rigoroso, onde é permitido ousar um pouco mais. Cores alegres e vibrantes, como o amarelo e o vermelho, podem ser mescladas sem medo com cores sóbrias, como o preto, branco e o cinza, equilibrando perfeitamente estilo e sofisticação no look, no maior estilo girlboss.

 

Imagens: Pinterest

 

Buscar no blog